Inspire-se em si mesmo

Por - julho 27, 2018
no caminho para amar a si mesmo

Já parou pra pensar como a gente se inspira nas pessoas? Eu sempre me pego olhando a tal grama do vizinho. Sempre acho lindo a vida dos outros. Como aquela atriz é bonita e talentosa, como aquele fulano tem dom pra música, como aquela menina tem um instagram tão lindo e uma vida tão incrível! E a nossa vida é sempre mixuruca e sem graça.

Hoje estava escrevendo no meu diário, quando percebi que comecei a falar como eu queria ser. A vida que eu queria ter. E quando reli, achei tão incrível. Eu realmente queria ter a vida daquela garota, que na verdade era eu mesma! Ou seja, eu poderia ser a minha própria inspiração.

Eu sei que pra quem está passando por momentos difíceis, não é fácil, mas eu sei que lá fundo todo mundo sabe no que é bom. Você sabe que é um bom orador, pois se sente confortável falando com um público. E percebe que todo mundo pede pra você falar ao invés deles mesmos o fazerem. Dá pra perceber quando você tem facilidade em coisas que os outros não tem. Às vezes até parece que elas fazem de propósito, só pra você fazer, pra poder se sentir importante (ou é folga mesmo). Mas meu ponto aqui, é que você sabe no que é bom. E você deve se orgulhar disso, por mais simples que seja. Se você é bom limpando a casa, se é um bom ouvinte, um bom matemático, um bom cozinheiro, um bom faz tudo. Seja o que for, tenha orgulho disso e se inspire nisso. Se inspire em você mesmo.

Quando você acordar desanimado, lembre-se da sua inspiração. Se você quer ser como aquela pessoa (você mesmo), siga os passos dela. Seja a pessoa que você quer ser. Como Neil Gaiman disse uma vez, finja até que seja verdade.

Eu comecei a fazer isso e acho que tem me ajudado bastante a sair daquele meu mundinho de que tudo está uma droga e nada muda. Eu comecei a perceber que tenho uma vida muito mais incrível do que eu achava. Aí a gratidão vem automaticamente, pois a gente percebe a sorte de ter uma família, amigos, as qualidades e até os objetos materiais.

Algo meio fora da curva, mas que levantou minha auto estima, foi olhar minhas roupas e meu estilo. Eu usei o mesmo pensamento da terceira pessoa e me inspirei em mim mesma (no caso ela, que sou eu) a ver como as roupas dela são bonitas e como ela consegue ser estilosa, mesmo repetindo roupas e usando peças básicas. Eu me inspiro nela e fico querendo ser como ela é. E pronto. Eu consigo, porque a) nossas roupas são as mesmas (porque, se você ainda não percebeu, estamos falando de nós mesmos) e b) você se enxerga de outra forma, como se você fosse uma blogueira de moda, uma influencer. rs

Eu achei esse pensamento bem mágico, porque é super simples, quase óbvio, mas que a gente não tem o costume de fazer. Pelo menos eu nunca tinha feito. Tentem fazer e digam o que acham, se foi útil ou não, se conseguiram fazer ou se empacaram em algum ponto.

Se você tá com pressa, segue o resuminho:

  1. Pense numa qualidade sua que você goste (amigável, criativo, estudioso, solícito, observador, introvertido...);
  2. Use a terceira pessoa pra pensar como você gostaria de ser como ela (que no caso, é você mesmo);
  3. Pense como ela agiria pra mudar a sua situação atual.
  4. Aí é só botar a mão na massa e agir!

É isso pessoal. Espero que tenham entendido a ideia geral, mas se você realmente quiser mudanças na sua vida. Você precisa agir. Não precisa tomar medidas drásticas no começo, mas eventualmente elas terão que acontecer. Mas sejam honestos consigo mesmos, acredite no seus ideais e tente - como eu estou tentando escrever esse texto - Vai na fé ♥

Escrito por uma pessoa gostaria de ser criativa, mas que na verdade é só mais uma perdida, procurando seu caminho.

Veja Também

31 comentários

  1. Adorei! Eu fui em um culto tem um tempinho, que o pastor disse algo como "se você ainda não encontrou o exemplo de pessoa que quer ser, SEJA VOCÊ esse exemplo". Acho que isso é muito bom, porque muitas vezes a gente fica buscando inspiração e se comparando com as pessoas, querendo um exemplo pra seguir, sendo que nós mesmos já bastamos pra ser esse exemplo! Não sei se fez sentido, mas enfim. HAHA Acho muito legal a gente ter pessoas incríveis que nos inspiram, mas que nos inspiram a querermos mudar e nos desenvolver e não pessoas que fazem a gente se sentir mal por não sermos como elas ou porque não temos o que elas tem. :) Ótima reflexão. Um beijo!

    Fe
    www.feejao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Fê! Nossa o pastor conseguiu dizer em uma frase tudo o que eu disse nessa postagem haha Preciso aprender a resumir mais rs

      E é ótimo se inspirar em outras pessoas também. Só precisa saber balancear!

      Excluir
  2. A minha psicóloga falou disso comigo outro dia. Eu dizia que era insegura, e ela me afirmava que olhando como eu agia nas redes sociais e na vida pessoal também (me expondo, participando de projeto, falando em vídeo) não era essa a impressão que eu passava. E eu fiquei surpresa ao perceber, de verdade, que eu insisto em me ver de um jeito bem distorcido do que eu realmente sou, sabe? E ela disse pra eu fazer isso: me ver como uma terceira pessoa. Me colocar no lugar do outro, como se não fosse eu me enxergando, e eu me surpreendi bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Ana? Nossa agora fiquei feliz em saber que até sua psicóloga aprova essa teoria rs

      Muito obrigada por compartilhar sua história ♥

      Excluir
  3. Que lindo esse post, Clau. Uma inspiração, mesmo!

    No momento eu não consigo fazer nada a não ser apenas "existir", mas assim como acontece com as tempestades, sei que uma hora passa e o sol volta a brilhar. Querendo ou não, ao fazer isso, acho que já é como se eu admirasse uma qualidade minha sem querer, que é a paciência, hahahahah

    Vou lembrar de testar essa tática quando estiver melhor das ideias.. rs

    Um beijo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aww Emy, que pena ouvir isso... espero de coração que melhore. Que essa fase chata passe rapidinho.

      Boa sorte e se precisar desabafar, estou aqui! ♥

      Excluir
  4. Que vontade imensa de abraçar cada uma das palavras, colar na testa, levar por aí e não desgrudar mais. Que lindeza de autoconhecimento e de crítica social, Cla!

    semquases.com

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso Claudia. A gente tem essa mania de olhar sempre para fora, para o outro em busca de inspiração. Mas esquecemos que dentro da gente existe um potencial incrível para coisas boas e bonitas. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Temos que mudar esse vício de olhar somente pra fora.

      Excluir
  6. É complicado essa coisa de se comparar, eu mesmo me pego fazendo isso varias vezes (as vezes tenho até uma certa inveja) mas de vez em quando eu me elogio também, e me sinto bem! Faz parte ser um pouco de cada, mas tem que ser, meio a meio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a gente se compara demais né? Quando na verdade, nossa maior inspiração poderia ser interna. Bem mais simples e eficaz rs

      Excluir
  7. Obrigada por esse texto <3
    Tenho tentado ver as coisas boas que faço e me comparado menos com as outras pessoas. E tento pensar se o meu eu criança se orgulharia de me ver agora

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ótima forma de pensar Bru, gostei da sua dica!

      Excluir
  8. Ai que lindo!!!
    Achei esse texto muito inspirador.
    E eu nunca tinha parado pra pensar dessa forma, me fez refletir aqui.
    Outra coisa me tem me ajudado é sempre antes de criticar a mim mesma pensar 'e seu fosse falar isso para alguma amiga ou pra mim mãe e ela gostar?' tem me ajudado.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima dica Val! Adorei! Realmente a gente tende a ser mais compreensível como as outras pessoas do que com nós mesmos...

      Excluir
  9. Adorei essa prática, às vezes a gente não percebe as coisas boas que existem dentro da gente né? Nos deixamos de lado e pensamos que a vida dos outros é mais interessante, sem perceber o quão incrível somos. Adoro o seu espaço, sempre me sinto bem aqui <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh fiquei tão feliz com seu comentário Ana! Muito obrigada por sempre passar aqui e deixar um recadinho ♥

      Excluir
  10. É um exercício interessante, pode parecer óbvio, mas a gente mal enxerga um palmo a frente, quando a questão é de dentro pra fora. Farei isso sim, com certeza, anotando no meu caderninho, mais uma desculpa maravilhosa para escrever.
    Entendi direitinho onde você quis chegar, e concordo, vou pegar essa minha projeção e enxergar quem sou e dar aquele update na minha cabeça!

    Adorei esse trem cara!
    xero
    https://leayasnaya.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ufa que bom que conseguiu entender Léa! Eu sempre acho que estou sendo redundante e falando nada com nada haha

      Que bom! Espero de coração que te ajude. Boa sorte! ♥

      Excluir
  11. Que post mais lindo e importante, Claudia! Quando eu comecei a correr (não faz tanto tempo), foi inevitável me comparar com outras pessoas e questionar porque estava demorando mais pra isso ou aquilo. Aí uma amiga comentou sobre como é importante nos compararmos apenas com nós mesmos. E isso serve pra tantas áreas da vida. Precisamos ser mais gentis conosco. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Nossa, eu te acho uma pessoa muito inspiradora Kat. Queria eu ter coragem e determinação pra começar a correr.

      Excluir
  12. Seu texto me tocou de verdade. No momento estou saindo do meu emprego (porque a empresa vai fechar) que não era na minha área de formação e vou arriscar trabalhando como autônoma. E nesse momento de transição eu preciso apenas acreditar que sou capaz, mas o novo vem junto com o medo.
    E essa questão se inspirar mim mesma nunca tinha passado pela minha cabeça. Vou praticar aqui nos comentários mesmo, mas vou escrever também na minha agenda para não esquecer disso!

    Pense numa qualidade sua que você goste: tranquilidade, boa ouvinte.
    Use a terceira pessoa pra pensar como você gostaria de ser como ela: ter mais atitude e menos preguiça.
    Pense como ela agiria pra mudar a sua situação atual: aproveitar melhor o tempo com coisas realmente importantes.

    É isso... Obrigada por esse texto! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que incrível Aline!

      Espero que você consiga colocar essa ideia em prática diariamente, e que te ajude nessa nova fase da sua vida ♥

      Excluir
  13. Que post lindo, Claudia!! E super importante também!
    Que incrível seria se todo mundo se visse da mesma forma, como uma inspiração e se orgulhando de vc mesma pelas suas qualidades, sabendo no que você é bom. Isso dá uma diferente danada, principalmente quando estamos pra baixo e parece que tudo é uma droga mesmo. Post super inspirador, com certeza vou olhar mais vezes pra dentro de mim e lembrar em ser minha propria inspiração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tenha gostado Taís! Muito obrigada e espero de coração que te ajude de alguma forma ♥

      Excluir
  14. Olá, é a minha primeira passagem aqui no teu blog e esse é o primeiro texto que leio e já recebo um presente em forma de palavras que: ou me deixara pensando a noite toda ou eu irei dormir melhor do que nos últimos dias. ❥
    Eu super compreendi o que você quis dizer e eu ainda estou tão impactada com essa coisa tão obvia (como você mesma disse), mas que a gente não percebe "que nós somos a nossa própria inspiração, porque, de certa forma, por mais que não percebamos, nós admiramos muitas coisas que já existem em nós mesmo". Eu já compartilhei esse post no Google+ porque precisarei lê-lo amanhã e nos próximos dias até isso se tornar um mantra decorável e praticável.
    Que texto inspirador e necessário, Cláudia! Parabéns e muito obrigado por escrevê-lo. ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado do texto Jessie! Espero que ele te ajude na prática e consiga tornar seus dias melhores (ou menos ruins). Muito obrigada pelo comentário ♥

      Excluir

Deixe um comentário e faça alguém feliz! ♥