Saindo sozinha da toca (relatos)

Por - junho 10, 2016


Eu nunca tive problemas em ficar sozinha em casa. É algo que, na verdade, eu adoro! Gosto de poder fazer o que eu quiser, na hora que eu quiser, como e do jeito que eu tiver vontade. Não tenho problemas em ser a minha única companhia. Mas quando o assunto é sair de casa eu tenho um certo receio. Pra qualquer lugar que eu vá sozinha eu sempre ando rápido, como se eu estivesse atrasada para alguma coisa. Me sinto muito estranha andando nos corredores do shopping, por exemplo, sozinha, sem ninguém pra conversar, dar as mãos, se apoiar... é algo que eu ainda preciso me acostumar. Acho que parte de mim sempre foi assim, eu sempre fui muito tímida e, como todo tímido, a gente sempre acha que estão todos olhando pra você e te julgando. Qualquer risadinha te deixa mais nervoso porque você sente que estão rindo de você. Imagina todo esse receio recebido sozinho, sem ninguém pra te ajudar ou enganar sua própria mente com conversas superficiais apenas para fazer você se sentir menos mal.

Enfim, o caso é que eu estou tentando sair mais da minha toca. Por favor, não pense que eu nunca fiz/faço nada sozinha e que eu não sei nem atravessar a rua sem dar a mão a alguém. Digo sair de uma forma de entretenimento sabe? Nesse último feriadão eu ignorei o conforto e todos os meus pensamentos de que o melhor seria ficar em casa e fui ao cinema sozinha. Pra quem está acostumado pode achar muito idiota da minha parte mas pra mim foi meio estranho!

Fui pegar a sessão de domingo das 13h20 para assistir Capitão América: Guerra Civil. Cheguei 12h00 num shopping vazio que só tinha funcionários chegando para trabalhar. Comprei facilmente o ingresso pelo valor mais caro que já paguei num cinema 26 contos (e olha que não era 3D nem nada!). Aguardei por alguns minutos numa fila junto a dois casais. Atravessei o corredor e fui diretamente ao Mcdonalds comprar um McChicken. Tentei entrar na sala as 12h30 mas ainda não haviam liberado. Sentei num sofá gigante do próprio cinema e esperei até 13h05 para a sala ser liberada. Nesse meio tempo observei quantas famílias com crianças pequenas vão ao cinema aos domingos de manhã. Eram poucos os grupinhos de amigos e até mesmo casais sem filhos que apareciam. Consegui finalmente entrar (fui a primeira) e me sentei no assento especificado no ingresso. Me deu uma pequena vontade de ir ao banheiro e achei melhor ir enquanto não havia ninguém na sala. Larguei meu lanche na cadeira e quando voltei a sala já estava cheia! Sentei ao lado de um casal bem sem graça que não conversava, não ria, não comentava nada do filme e ainda quando acabou a mulher só comentou: - nossa não sabia que ia demorar tanto! - do outro lado um casal de jovens onde o cara só reagia às grandes cenas de pancada com comentários que eu prefiro não escrever aqui, explicava para a garota porque todo mundo soltou uma risadinha quando o Stan Lee apareceu. Como sempre assim que os créditos começaram a descer e a típica "cena extra" acabou, a sala toda foi embora. Não sei porque cargas d'água as pessoas tem pressa de sair da sala. Parece que todo mundo tem medo que vão te trancar lá dentro. Acho que uma das melhores partes é quando os créditos aparecem e você pode se surpreender com as pessoas envolvidas, comentar sobre o filme com a pessoa do lado ou simplesmente imergir nos próprios pensamentos sobre as duas horas que você acabou de assistir! Mas voltando ao filme, a "cena extra" que apareceu bem no comecinho dos créditos era uma enganação porque quem conhece os filmes da Marvel sabe que a cena extra de verdade que mostra um super easter egg com indícios do próximo filme só aparece quando o nome de todo mundo e as músicas tocadas já passaram. Rá meus queridos eu digo que assistir o rolar de vários nomes desconhecidos (ou não) tem suas vantagens! Somente eu e uma família, onde o o pai comentava animadamente com seu filho adolescente sobre a saga dos Vingadores , estávamos lá pra ver. O filme acabou as 15h50 e foi uma ótima experiência apesar da vergonha que eu sentia por rir sozinha. Ainda bem que não foi um filme triste porque eu tenho certeza que ficaria chorando muito e as pessoas me olhariam estranhamente com um olhar 56 meio que querendo rir da minha cara. Provavelmente seria bem mais constrangedor!

Veja Também

6 comentários

  1. Claudia, taí uma coisa que eu acho que também não fui sozinha, cinema. Identificação total com seu texto!!! As vezes que eu saio sozinha para andar no shopping acaba sendo uma delícia também, poder olhar tudo com calma, parar para tomar um sorvete <333 Mas sabe o que eu acho, que a gente tinha mais é que apreciar ainda mais nossa própria companhia! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah é mesmo, eu não gosto de ninguém me apressando ou olhando feio enquanto estou fazendo compras. Dá uma agonia! rs Concordo com você Lorraine! Nossa companhia é a mais importante e muitas vezes a mais ignorada!

      Excluir
  2. Também só ficamos nós e outro casal no pós-créditos, hahahaha. Não entendo essa correria do povo!
    Eu detesto fazer coisas assim sozinha, mas muito legal você ter tomado essa iniciativa <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EEE finalmente alguém pra compartilhar desse dilema! O que será que as pessoas acham? Que vai acabar o mundo se não sair antes que os créditos acabem?! rs

      Ah obrigada Kat, eu também não gosto muito, mas estou me esforçando!

      Excluir
  3. Nossa Claúdia tipo me identifiqueeei total com seu texto!
    Eu sou aquela pessoa que odeia sair sozinha, fico tranquilamente sozinha em casa, não ligo de ir para faculdade sozinha e tals, mas quando o assunto é sair para me divertir não consigo também! Nunca fui no cinema sozinha e me identifico com sua fala de andar pelos corredores e achar que está todo mundo olhando para mim... Outra coisa que não suporto é almoçar sozinha em lugares públicos, me sinto péssima e acho que tá todo mundo me olhando com cara de pena (o que não tem nada a ver e é coisa da minha cabeça), esse ano comecei a melhorar um pouco, viajei sozinha e me permiti a andar mais alone, mas estou trabalhando nisso para melhorar também hahahaha Sobre cinema sempre sou a última a sair das sessões, sempre forço meus amigos ficar até a tela apagar, adoro a sensação de ter a sala do cinema inteira para mim!

    Beijinhos Bi
    http://www.janeladela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também morro de vergonha de comer em público. Sinto que estão todos olhando pra minha cara enquanto eu como!

      Uau é um super passo viajar sozinha Bi! Quem dera eu tivesse essa coragem!

      Realmente, ter a sala só pra você é uma delícia! rs

      bjaoo

      Excluir

Deixe um comentário e faça alguém feliz! ♥